cred
Como você conheceria a felicidade se nunca passasse pelas fases tristes?
P.S. Eu te amo.   (via lembrancasesaudades)
Faça seus medos terem medo de você.
Batman.  (via prisioneirodoego)
Sofro de ansiedade. Ainda não consegui entender que nada acontece de uma hora para outra.
Marcello Henrique. (via sou-inseguro)
a pessoa demora para te responder , ai vc pensa em demorar também , ai quando vc vê já enviou a mensagem
Quero me casar com você, porque é a primeira pessoa que quero ver ao acordar de manhã e a única que quero dar um beijo de boa noite. Porque a primeira vez que vi essas mãos, não pude imaginar não segura-las. Mas principalmente, porque quando se ama alguém como eu te amo, casar é a única coisa a fazer.
Três vezes amor.   (via d-espreparado)
Eu aprendi a me manter de boca fechada, enquanto o coração gritava.
Demi Lovato.    (via autorias)
Tenho uma teoria. A minha teoria é sobre momentos. Momentos de impacto. Minha teoria é que esses momentos de impactos, esses flashs de realidade que nos reviram, acabam definindo quem somos. O fato é… Cada um de nós é a soma dos momentos que já tivemos. E de todas as pessoas que já conhecemos. E são esses momentos que se tornam nossa história. Como nossas músicas favoritas de lembranças que tocamos em nossa mente várias vezes. Essa é minha teoria. Que esses momentos de impacto definem quem somos. Mas o que eu nunca considerei… E se um dia você não lembrasse mais de nenhum? Um momento de impacto tem a capacidade de mudar, tem efeitos bem além do que podemos imaginar. Em alguns, algumas partículas batendo nas outras, deixando-as mais unidas que antes, enquanto mandam outras pra grandes desafios, indo para onde nunca achou que elas iriam. Essa é a questão sobre momentos assim. Não pode nem tentar controlar como irão te afetar. Tem que deixar que as partículas se colidam. E esperar até a próxima colisão
Para Sempre.  (via eucaliptas)
Claro que eu vou te machucar. Claro que você vai me machucar. É claro que vamos machucar uns aos outros. Mas esta é a própria condição de existência. Para se tornar primavera, significa aceitar o risco de inverno. Para tornar-se presença, significa aceitar o risco de ausência.
O Pequeno Príncipe.  (via navegaste)